quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia internacional das mulheres!

Hoje talvez você, mulher, recebeu flores, bombons ou ao menos alguns parabéns pelo seu dia! Certamente temos que comemorar e enaltecer as mulheres que estão ao nosso lado hoje, mães, filhas, esposas, amigas... Mulheres que cuidam do lar, dos filhos, que estudam, que trabalham fora de casa... mas principalmente, é preciso lembrar daquelas que são o motivo da existência dessa data especial, mulheres que foram a luta por seus direitos políticos, sociais e econômicos!
Vale a pena refletir também o quanto temos a comemorar hoje:
Afinal, qual a nossa representatividade na política? Hoje há uma cota mínima de mulheres candidatas por partido, no entanto, muitas são apenas fantasmas e nem mesmo o voto delas recebem.
E será que só há homens machistas ou há muitas mulheres por aí nos rebaixando ou condenando nossas atitudes?
Quantas mulheres são vítimas de violência sexual e violência doméstica? Quantas ainda são consideradas culpadas, seja pela roupa que usam ou por terem medo de denunciar?
Quantas mulheres fazem o mesmo trabalho e recebem menos que os homens? Quantas vezes precisamos provar nossa capacidade ou será que precisam confirmar com um homem antes de confiar em nosso intelecto? Em quantas empresas, mulheres ocupam cargos de liderança?
Não se sujeitem, não se rebaixem, lutem para que se façam ouvir, mas não esqueçam sempre há uma segunda opção. Mesmo em tempos econômicos tão difíceis, não vale a pena se sujeitar! Aprendam a dizer não, aprendam a dizer basta, tomem a iniciativa, a felicidade talvez more ao lado.
No entanto, vale lembrar ainda que o movimento feminista não é um movimento anti-homens, pelo contrário "He for she" (Convido para que conheçam o trabalho de Emma Watson a frente desse movimento, como embaixadora da ONU), queremos eles juntos conosco! Porque um homem de verdade sabe o valor e reconhece a força e a capacidade de uma mulher! Ser feminista, não quer dizer não ser feminina! Mas eu digo cuidem-se sim, somo emponderadas, podemos ser delicadas, sensuais e fortes, podemos ser o que quisermos ser. Temos muito ainda a conquistar, muitas barreiras a ultrapassar e nossa luta é diária!

Homens e mulheres, somos diferentes sim, mas não desiguais! Valorizemos nossas diferenças, mas mais do que flores e parabéns, vamos distribuir respeito!


sábado, 15 de outubro de 2016

Ao professor!

Professor não tem profissão
o que ele tem é uma missão.
O seu dom é de compartilhar
e o conhecimento ao aluno ensinar.

Professor é também um amigo
ele tem uma história contigo.
Mas há quem não reconhece
e não lhe dá o valor que merece.

Professor se dedica de coração
sabe a importância de cada lição.
Mesmo assim seu salário não condiz,
mas é o olhar para o futuro que o faz feliz.

Professor para o aluno é exemplo
e isso aprendemos com o tempo.
O que ele nos diz é inspiração
na escolha da futura profissão.

Professor, são tantas lembranças
de quando ainda era uma criança.
Das primeira cartilha eu lembro bem
dos números e da poesia também.

Professor sempre quis te orgulhar
e por isso nunca parei de estudar.
E olhe como a vida é uma ironia
me dirige a ser professor um dia.

Professor, meu muito obrigado
seu incentivo para vida tenho levado.
Do pré-escolar até a pós em engenharia
sem cada um de vocês eu sei que nada seria!

by Bruna Porto.


Esta minha singela homenagem a todos os professores que fizeram parte da minha vida, que compartilharam seu conhecimento, que me incentivaram e que sempre me trataram com carinho e respeito. Reencontrá-los por aí, ver que ainda se lembram de mim e tem coisas boas a falar me enche de alegria! Vocês me inspiram e terá no meu jeito de ensinar um pouquinho de cada de um vocês! Espero sinceramente que se sintam valorizados como merecem, não apenas pelo governo ou pelo salário que recebem, mas, principalmente, pelo retorno que vem dos alunos. Parabéns pelo dia de hoje que representa o reconhecimento do seu árduo trabalho de todo dia que vai muito além das horas em frente a classe!

sábado, 8 de outubro de 2016

Convicções!

Mantenho-me com a mente livre
mas meus pés enraizados nos chão.
Por isso, não será meras palavras que
fará eu perder minha razão.

Não acredito em elogios vazios
sem provas não tenho convicção
deixo que a vida se encarregue
de mostrar sua verdadeira intenção.

Prefiro não criar expectativas para nós
para que elas não tragam decepção
Prefiro fazer sem esperas por vós
e surpreender-me com sua atenção.

Vou evitar porque não me obrigo
não sou um quadro em exposição
E se não tenho apreço e não admiro
não quero que vejas meu coração.

Para o apoio de quem quer bem
um sentimento se chama gratidão.
Retribuir este gesto é dizer amém
a mensagem que ensinou nosso Irmão.

A vida pode te  surpreender a cada dia
basta estar disposto para uma nova lição
e da vida não quero poder, mas calmaria
para ser paz em qualquer situação.

by Bruna Porto.









Ser Uma Ilha!

   Já orgulhei-me de dizer que entre minhas qualidades estava a de ser amiga! Hoje confesso com franqueza e sem pesar, que já  não posso mais dizer isso. As pessoas entram na sua vida, outras saem, algumas você busca, outras você afasta. Tudo é um ciclo e, às vezes, apenas seguimos o fluxo que a vida nos leva, às vezes, não é uma escolha nossa, outras vezes sim, algumas ainda, é apenas displicência. Há momentos que não percebemos distância se transformando em um abismo sem volta, em outras ocasiões sentimos o distanciamento, mas não vemos mais o porque forçar algo que já não existe mais, algo que virou apenas memórias, algo que já não nos é importante. Eu diria ainda, que há vezes que estamos tão inundados com nossa rotina, com nossos problemas, com o que nos cerca, com esse egocentrismo que nos domina, que desprezamos aquilo que já nos fez tão felizes e ainda poderia fazer, se nos colocássemos mais no lugar do outro, se valorizássemos quem e o que nos trouxe até aqui. 
   E por isso, eu confesso que perdi o tesão por muitas coisas que me aproximavam de algumas pessoas, eu confesso que me decepcionei demais com outras que não vale mais a pena se apegar as coisas boas que elas me deram, eu confesso que às vezes, falta assunto, falta disposição de começar aquele "Oi, tudo bem?" por saber que vai morrer nisso aí, por saber que não vamos nos entender, parece que não falamos a mesma língua. 
   Quando estamos juntos é bom, mas quando não estamos já não faz tanta falta. Acostumei-me em estar com minhas 4 paredes brancas, sem quadros, sem fotos, sem memórias. Não se preocupe não, até porque, talvez eu nem mereça esse seu apreço, mas se  te deixa mais tranquilo eu estou bem, bem eu e Deus comigo mesma! 
   Mas me pergunto quem não precisa de um abraço, de um afago, de um sorriso, de memórias, de momentos, de vida, de alegria, quem não precisa? Eu que não! Preciso e muito, tenho os que me cercam hoje e que amanhã talvez também virem apenas novas memórias, tenho quem não desiste nunca e tenho os que são a certeza de sempre estar comigo e por mim. Não somos uma ilha, mas aprendi como viver em uma ao mesmo tempo que desaprendi a sentir a importância de certos gestos de afeto ao ponto de não saber lidar ou agir diante de alguns deles.
Então, peço perdão, se fui fria, se fiz pouco caso, se não estive aí quando precisou e se não lembrei que poderia contar com você quando precisei, desculpa por ser essa ilha, mas sei que estar bem é pouco e tenho fé que as coisas jamais serão como antes, por escolhas minhas ou pelos próprios caminhos da vida, mas que poderão ser diferentes e até melhores!

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Para o Amor!

Queria escrever uma carta de amor, mas o que é o amor? Ah, eu posso responder, eu o conheço, eu o senti, mas já não o tenho, já se perdeu no sentido. Talvez então, eu deveria perguntar para quem? Quem é você o amado do amanhã que nunca chega? Quem é você que não veio invadir meu sono e se transformar em meu sonho? Quem é você que não está ao meu lado para dividir, perto para somar e nem longe para eu lembrar que a saudades se multiplica e o amor que não cessa, não diminui nem com a distância e nem com o tempo? Ah o amor, que ocupa versos transcritos, estrofes cantadas e corações antes vazios. O amor que dá sentido a vida nas suas infinitas formas e faces. Meus versos não possuem um dono, estão soltos, perdidos em um oceano de sentimentos não sentidos e lembranças não vividas. Escrever ao amor e colocá-lo em uma garrafa para vagar pelos dias sobre ondas e tempestades, pela calmaria e imensidão, esperando que alguém tome posse. E este alguém destranque a rolha que o prende em alguma praia, em algum amanhecer, durante uma caminhada, talvez até para esquecer. Mas quem sabe ali encontre um motivo para viver, para querer, porque ali está uma carta de amor que procura alguém para ser o seu amado e dar sentido ao seu significado, pois sem o outro lado o amor é apenas uma palavra de 4 letras e não este sentimento que se leva no peito e se espalha por entre os dedos através da tinta ou do abraço, através da boca na fala, no canto e no beijo e nos olhos, nas lágrimas que não podem ser contidas. Quero eu escrever, quero eu que encontrar o amor não seja uma questão de sorte, como alguém encontrar uma garrafa na praia, quero eu um alguém com nome e endereço para que eu saiba onde o encontrar. Quero que o amor deixe de ser apenas uma teoria e vire uma rotina e eu então, transforme as perguntas em respostas, as dúvidas em vivências e eu em nós!